Elas de Kimono


Em grande parte do mundo, ser mulher ainda é um desafio constante e muitas das vezes doloroso, a desigualdade salarial, o feminicídio e a falta de equidade tiram a mulher de espaços que elas podem representar e se destacar. É fato que a sociedade ainda precisa evoluir em relação a ocupação das mulheres em lugares que foram por séculos comandados somente por homens, mas apesar dessas hediondas injustiças, as mulheres tem ganhado cada vez mais voz e estão fazendo justiça da melhor forma, colocando seu quimono preto e indo à luta por igualdade, e foi através de mulheres revolucionárias, que temos atualmente esses espaços ocupados, que um dia foram distante da realidade de muitas.



Entre essas mulheres incríveis, que buscam cada vez mais ocupar um lugar na sociedade, está a atleta amazonense de jiu-jitsu e luta olímpica Wrestling, Polyana Souza, de 20 anos, que já ganhou incontáveis campeonatos representando não só o estado do Amazonas, mas também o Brasil, sendo a imagem da força e beleza da mulher amazonense.




“Convivo todos os dias com pessoas que dizem que mulher não treina forte. No Amazonas o esporte feminino é muito privado, e as meninas que tem essa oportunidade enfrentam dificuldades absurdas, por conta disso, muitas atletas com potencial desistem”, declarou a atleta.

A lutadora conta ainda que desde pequena nunca teve ajuda do estado para apoiar sua carreira. “Lutei por conta própria para me classificar em todas as competições que tive", completou Pollyana.




8 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo